quarta-feira, 14 de junho de 2017

Ghoethe - Um gênio - Por Marcelo Lambert

Olá Amigos,
Um breve histórico de um gênio.
Goethe (1749-1832) foi um escritor alemão, autor de "Fausto", poema trágico, obra prima da literatura alemã. Foi filósofo e cientista. Fez parte, junto com Schiller, Wieland e Herder, do "Classicismo de Weimar"(1786-1805), período do apogeu literário na Alemanha.
Resultado de imagem para goethe frases
Goethe (1749-1832) nasceu em Frankfurt, Alemanha, em 28 de agosto de 1749. Filho do juiz Johann Gaspar Goethe e de Catharina Elisabeth Goethe, descendente de rica e culta família alemã. Cresceu em meio aos livros da biblioteca de seu pai, que possuía mais de 2000 volumes. Educados por tutores, recebeu aulas de inglês, francês, italiano, grego e latim. Estudou ciências, religião e música.
Em 1765, inicia o curso de Direito da Universidade de Leipzig. Pouco interessado nas aulas da faculdade e levando uma vida boêmia, em 1768, é acometido de tuberculose e retorna à casa dos pais. Escreve suas primeiras poesias. Sua obra é frequentemente inspirada por fatos de sua vida. Em 1770, vai para Estrasburgo, Alsácis, onde volta ao curso de Direito. Nessa época conhece Herder, filósofo e escritor alemão, que lhe influencia na leitura de Shakespeare, Homero e Ossian. Em 1771, licencia-se em Direito. Nesse ano publica "O Cavaleiro da Mão de Ferro".
A paixão pela filha de um pastor resulta em uma série de poesias líricas. Em 1972 vai para Wetzlar, no estado de Hessen, trabalhar na corte da justiça imperial. O amor por Charlotte Buff, noiva de um amigo, dá origem a obra pré-romântica "Os Sofrimentos do Jovem Werther" (1774), que termina com o suicídio do personagem principal. O grande sucesso do livro na Europa o torna conhecido mundialmente.
Resultado de imagem para goethe frases
Ainda em 1774, é nomeado ministro do ducado de Weimar, onde se fixa. Nesse período, escreve "Prometheus", "Ganymed", "Mahomets Gesang" e "Stella" e dá início a sua obra prima "Fausto". Estuda e faz pesquisas na área de Ciências Naturais. Em 1784, descobre o "intermaxilar", osso do corpo humano desconhecido pelos anatomistas, e elabora teses que antecipam a Teoria Darwinista.
Resultado de imagem para goethe
Em 1786, vai a Roma, onde transforma em versos a tragédia grega "Ifigênia em Táuride" (1787). Em 1806, casa-se com Christiane Valpius. Escreve cenas de "Fausto", obra do romantismo, que começou em 1774 e só é concluída em 1830. Com Fausto, que vende a alma ao diabo em troca de saber e bens, faz uma metáfora da vida humana.
Johann Wolfgang Goethe morreu em Weimar, Alemanha, no dia 22 de março de 1832.

Fonte: https://www.ebiografia.com/goethe/



Frases de Goethe


- "A idade não nos torna adultos. Não! Faz de nós verdadeiras crianças." 

- "Todas as coisas no mundo são metáforas." 


- "A igualdade nos faz repousar. A contradição é que nos torna produtivo." 



- "Coloquei a minha casa sobre o nada, por isso todo o mundo é meu." 



- "A alegria não está nas coisas: está em nós." 



- "A natureza do amor tem sempre algo de impertinente." 



- "Ninguém é mais escravo do que aquele que se considera livre sem o ser." 



- "O que cantamos em companhia vai de cada coração aos demais corações." 



- "Um homem de valor nunca é ingrato." 



- "O homem deseja tantas coisas, e no entanto precisa de tão pouco." 



Poemas de Goethe

Canto dos Espíritos sobre as Águas

A alma do homem 
É como a água: 
Do céu vem, 
Ao céu sobe, 
E de novo tem 
Que descer à terra, 
Em mudança eterna. 


Corre do alto 
Rochedo a pino 
O veio puro, 
Então em belo 
Pó de ondas de névoa 
Desce à rocha liza, 
E acolhido de manso 
Vai, tudo velando, 
Em baixo murmúrio, 
Lá para as profundas. 



Erguem-se penhascos 
De encontro à queda, 
— Vai, 'spúmando em raiva, 
Degrau em degrau 
Para o abismo. 



No leito baixo 
Desliza ao longo do vale relvado, 
E no lago manso 
Pascem seu rosto 
Os astros todos. 



Vento é da vaga 
O belo amante; 
Vento mistura do fundo ao cimo 
Ondas 'spumantes. 



Alma do Homem, 
És bem como a água! 
Destino do homem, 
És bem como o vento! 



Johann Wolfgang von Goethe, in "Poemas" 

Feliz Só Será


Feliz só será 

A alma que amar. 


'Star alegre 
E triste, 
Perder-se a pensar, 
Desejar 
E recear 
Suspensa em penar, 
Saltar de prazer, 
De aflição morrer — 
Feliz só será 
A alma que amar. 



Johann Wolfgang von Goethe, in "Canções" 

O Divino


Nobre seja o homem, 

Caridoso e bom! 

Pois isso apenas 

É que o distingue 

De todos os seres 

Que conhecemos. 


Glória aos incógnitos 
Mais altos seres 
Que pressentimos! 
Que o homem se lhes iguale! 
Seu exemplo nos ensine 
A crer naqueles! 



Pois insensível 
É a natureza: 
O sol 'spalha luz 
Sobre maus e bons, 
E ao criminoso 
Brilham como ao santo 
A lua e as 'strelas. 



Vento e torrentes, 
Trovão e saraiva 
Rugem seu caminho 
E agarram, 
Velozes passando, 
Um após outro. 



Tal a sorte às cegas 
Lança mãos à turba 
E agarra os cabelos 
Do menino inocente 
Ou a fronte calva 
Do velho culpado. 



Por eternas leis, 
Grandes e de bronze, 
Temos todos nós 
De fechar os círculos 
Da nossa existência. 



Mas somente o homem 
Pode o impossível: 
Só ele distingue, 
Escolhe e julga; 
E pode ao instante 
Dar duração. 



Só ele é que pode 
Premiar o bom, 
Castigar o mau, 
Curar e salvar, 
Unir com proveito 
Tudo o que erra e divaga. 



E nós veneramos 
Os Imortais 
Como se homens fossem, 
Em grande fizessem 
O que em pequeno o melhor de nós 
Faz ou deseja. 



Que o homem nobre 
Seja caridoso e bom! 
Incansável crie 
O útil, o justo, 
E nos seja exemplo 
Dos Seres pressentidos. 



Johann Wolfgang von Goethe, in "Poemas" 

Resultado de imagem para goethe fausto
Indico essa obra é simplesmente sensacional



Espero que tenham gostado do artigo dessa semana.


MUITA LUZ
DO
AMIGO
MARCELO LAMBERT
www.marcelolambert.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário